domingo, 23 de outubro de 2011

A Origem do Stencil

Cueva de las Manos é uma caverna localizada na província de Santa CruzArgentina.

A origem do stencil se encontra na China, juntamente com a invenção do papel, no século 105 d.C. Antes disso a técnica utilizava-se de elementos naturais, como folhas e rochas, para fazer as máscaras das partes que não se podia colorir com os pigmentos. Com o uso do papel se começou a entalhar a forma, o desenho, a escrita e tudo o mais que se quizesse reproduzir fielmente. Se pode dizer que o stencil foi a primeira forma de gravura.
Nos anos 600, na China, começaram a fazer desenhos mais complexos e aplicar a técnica para a decoração de tecido, embora com o uso de poucas cores. Foi porém no Japão que a técnica do stencil sobre o tecido se aperfeiçoou com a introdução de uma primeira máscara lavável e, consequentemente, reutilizável. O papel recebia, antes de ser entalhada com o motivo desejado, um tratamento especial com suco de caqui. Isso o deixava impermeável.
O stencil vem sendo muito utilizado para decorar paredes, móveis e outros objetos. Se trata de uma técnica simples que pode, ocasionalmente, ser conjugada com múltiplas variações e assumir características diversas. 

O estêncil é uma folha de papel, plástico ou metal, com letras ou desenhos recortados, usado como matriz negativa para produzir estas letras ou desenhos em uma determinada superfície, aplicando tinta através do corte na folha .A principal vantagem de um estêncil é que ele pode ser reutilizado para produzir várias vezes e rapidamente a mesma letra ou desenho. O projeto produzido com um estêncil é também chamado de stencil, como técnica na arte visual também é referido como  pochoir (palavra em francês), esse método de estamparia por impressão na qual as matrizes são confeccionadas de modo artesanal, permitem a produção de um estampado em muitas cores a um custo muito menor. Este processo pode ser uma ferramenta na criação de um modelo para ser aprovado e desenvolvido numa estamparia em grande escala. Uma técnica relacionada (que tem encontrado aplicabilidade em algumas composições surrealistas) é aerografia, no qual tinta spray é feito em torno de um objeto tridimensional para criar uma negação do objeto em vez de um positivo de um projeto do estêncil. 

Durante a Segunda Guerra Mundial, começou a ser utilizado em intervenções urbanas como forma de propaganda de guerra e também como forma de impressao nos uniformes e material de guerra. Hoje assistimos a um novo movimento artístico chamado Stencil Art, urbano, feito na rua e para a rua, os suportes são as paredes das cidades do mundo. Os artistas poucas vezes identificados, utilizam este meio como forma de expressão.

A serigrafia também utiliza um processo de stencil. Stencil pode ser feito com uma ou várias camadas de cor utilizando diferentes técnicas, com mais estênceis projetado para ser aplicado como cores sólidas. Durante a impressão de tela as imagens para stencil são divididas em camadas de cores. Múltiplas camadas de estênceis são usados ​​sobre a mesma superfície para produzir imagens multicoloridas.





Um comentário:

  1. Ola
    Trabalho em uma editora e gostaria de entrar em contato com o autor deste blog para pedir autorização de publicação deste texto em uma coleção de livros didáticos. Por que email posso entrar em contato?
    Obrigado

    ResponderExcluir